Receita de bacalhau no papelote

Receita de bacalhau no papelote

Esta receita de bacalhau é obrigatória de fazer!

O bacalhau foi desde sempre “o fiel amigo” de Portugal, um “must” da cozinha portuguesa. Reza a lenda que há, pelo menos, 1000 formas de o cozinhar, sendo particularmente difícil dizer qual a mais saborosa!

Aqui fica uma sugestão:

 

INGREDIENTES

4 postas de bacalhau

1 molho de grelos

2 tomates maduros picados sem sementes

2 colheres de sopa de alcaparras

4 colheres de sopa de sumo de laranja

Azeite q.b.

Sal q.b.

 

PREPARAÇÃO

Corte quatro quadrados de papel de alumínio. No centro coloque os grelos e por cima o bacalhau.

Por cima do bacalhau deite o tomate picado e as alcaparras. Tempere com sal e regue com o azeite e o sumo de laranja.

Feche o papel de alumínio, em forma de papelote, e leve ao forno durante cerca de 35 minutos a 200 graus.

 

Deixo-lhe aqui outra sugestão do que cozinhar com bacalhau.

 

As origens da história do bacalhau perdem-se no tempo, uma vez que as primeiras fábricas de processamento de bacalhau surgiram na Noruega e na Islândia no séc. IX!
No entanto, foi no séc. XV que os Portugueses começaram a comercializar bacalhau.
O bacalhau salgado e seco conservava-se mais de três meses nas expedições marítimas, sem perder proteínas ou nutrientes, o que era ideal nesta época!
Os Portugueses foram os primeiros a pescar bacalhau na Terra Nova, no séc. XV. Nesse tempo, o bacalhau representava já 10% do comércio de peixe em Portugal.

A cidade de Ílhavo, situada a 8 km de Aveiro possui uma enraizada tradição marítima e o bacalhau assume-se como o baluarte desta bela cidade costeira. Todos os anos, em Agosto, o município organiza o popular Festival do Bacalhau, atraindo imensos visitantes à cidade. Para além da gastronomia, este festival apresenta também um cartaz de concertos e exibições marcantes!

O Museu Marítimo de Ílhavo é um verdadeiro ícone da arquitetura, desenhado pela prestigiada dupla de arquitetos Nuno Mateus e Pedro Mateus que também foi nomeado para o Prémio Mies van der Rohe, em 2003.
Este museu surpreendente é um dos mais visitados na região Centro de Portugal.

O Museu Marítimo de Ílhavo conta a história da pesca em alto mar na Terra Nova e na Gronelândia, assim como na ria de Aveiro. A Sala dos Mares apresenta um acervo interessante de instrumentos náuticos e de miniaturas de embarcações antigas. Deverá prestar especial atenção à coleção da pesca do bacalhau, verdadeiramente deslumbrante!

FONTE

 

 

(Visto 1.255 vezes)

Artigos Relacionados

Glúten: finalmente, uma lista de alimentos sem esta proteína!

Glúten: finalmente, uma lista de alimentos sem esta proteína!

Reuni numa única lista todos os alimentos sem glúten! Vai ser muito útil para quem não quer mesmo comer esta proteína! Eu acho que “glúten” é uma das palavras mais pesquisadas de sempre na Internet. A verdade é que existe muita gente curiosa para saber […]

Bacalhau assado com batatas: é de comer… e chorar por muito mais!

Bacalhau assado com batatas: é de comer… e chorar por muito mais!

Uma receita típica portuguesa… que faz sucesso em qualquer parte do mundo: bacalhau assado com batatas! O bacalhau é o nosso “fiel amigo” e eu também sou muito fiel a ele! É por isso que tenho tanto gosto em cozinhá-lo – e saboreá-lo – em […]