Nova Iorque: a terra do BBQ

Nova Iorque: a terra do BBQ

Como ir para fora, agora, não é recomendado, aproveite para “viajar”, através deste texto, para Nova Iorque!

Estados Unidos da América, um país influenciado por tantas culturas e é repleto dos mais variados tipos de restaurantes e é também por isso difícil escolher qual o seu prato mais tradicional. Mas americano que se preze, não desperdiça um bom barbecue. Então, se for em Nova Iorque…

Estados Unidos da América, uma das maiores potências mundiais e dos locais de maior atração turística à escala global. Quando se pensa nos aspetos gastronómicos americanos, quase que de forma imediata surge a palavra fast-food. Mas a cozinha americana é muito mais para além disso.

Reflexo fiel da sua origem enquanto país, a gastronomia americana caracteriza-se sobretudo pela aglomeração e junção de sabores oriundos dos quatro recantos do mundo. Retrocedendo largos anos na história, até à época da escravatura africana, é possível encontrar alguns dos alimentos que até hoje constituem a base da cozinha americana, como o milho e o feijão. Graças a esta mesma época é possível justificar o particular gosto dos americanos pelos grelhados e churrascos bem como pelos sabores intensos e condimentados. Mas o todo que constitui a sua gastronomia como atualmente a conhecemos deve-se à mistura de povos que sempre caracterizou este país e à sua capacidade de adaptação às condições climatéricas e geológicas das várias e diversificadas regiões americanas. Por isso, a cozinha americana não é de si toda homogénea nas suas características, pelo que podemos descrevê-la como diversificada e distinta por entre as suas várias regiões. Apenas o preceito do fast-food é uma tendência que se verifica um pouco por toda a parte do seu território (e do mundo). Se, por entre as suas regiões nortenhas, é possível verificar a forte influência da culinária inglesa, com as tão populares fish and chips, nos locais mais a sul denota-se intensamente a influência dos antigos colonos africanos. Exemplo disso são as inúmeras indústrias de fumeiro presentes nestas regiões, que se refletem em pratos como Fried Chicken (galinha frita). Por outro lado, nas suas regiões costeiras observa-se fortemente a influência francesa, africana e também caribenha, com a presença de pratos à base de arroz e moluscos, bem como na sua outra ponta sul se observa os antepassados latinos, onde a sua população é forte apreciadora de Guacamole, Chilly, e Tomate. Já nas suas regiões centrais, a influência alemã predomina, onde se consome sobretudo pratos simplistas, fritos e sempre acompanhados de cerveja.

Contudo, são os traços gastronómicos comuns a todas as regiões americanas que mais caracterizam a cozinha deste país. Aqui, a cozinha italiana assumiu um papel fundamental para a construção da sua cozinha tão peculiar. Com a vulgarização das pizzas e das pastas, foi meio caminho andado para a edificação dos seus sabores tão fortes em qualidades proteicas e calóricas. Falamos então no “American Way of Life” (Modo de viver americano), que alia a alimentos altamente calóricos (mas altamente deliciosos) a capacidade de rápida confeção, ou até mesmo pré-feita. Ressalva-se então os tão populares hambúrgueres e cachorros-quentes “com todos” e molhos para acompanhar, assim como os deliciosos brownies (queques de chocolate), apple pies (tardes de maçã) e as panquecas. São também um povo bastante apreciador de carnes vermelhas, sendo que o Rolo de Carne e as Costelas com Molho Barbecue são pratos altamente apreciados pelos americanos.

Um país grandioso, amplo, heterogéneo e cosmopolita, com uma gastronomia que acompanha precisamente o seu ritmo – diversificada, rápida e deliciosa.

nova iorque

Agora que já conhece melhor Nova Iorque, que tal pegar numa receita típica americana e dar-lhe um toque português? Veja aqui como é possível com este hambúrguer de bacalhau!

Aproveite, ainda, para “viajar” para um destino europeu: Itália!

(Visto 47 vezes)

Artigos Relacionados

Halloween: 3 destinos imperdíveis no Dia das Bruxas!

Halloween: 3 destinos imperdíveis no Dia das Bruxas!

Como ir para fora, agora, não é recomendado, aproveite para “viajar”, através deste texto, para três destinos que têm tudo a ver com o Halloween! Este é um artigo que parece saído diretamente de um conto de terror, perfeito para assinalar o Dia das Bruxas. […]

Lisboa, cheira a mais do que sardinha assada

Lisboa, cheira a mais do que sardinha assada

Os encantos de Lisboa são mais do que muitos! Descubra-os comigo! Lisboa está cada vez mais na moda e, tal como dizia Amália Rodrigues, “nas tascas das vielas mais escondidas, cheira a iscas com elas e a vinho”. Na capital, reina a cozinha tradicional portuguesa. […]



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *